fbpx

Dia Mundial do Combate ao Bullying: entenda como ajudar

Dia mundial de combate ao bullying

Compartilhe com seus amigos!

O que é bullying?

A palavra “Bullying” é um termo de origem inglesa. Trata-se de ações que uma determinada pessoa faz, intimidando e agredindo outros indivíduos tanto verbal quanto fisicamente. 

O agressor tem prazer em humilhar a vítima, tornando essa prática algo recorrente. Estes ataques ocorrem sem motivo aparente, existindo também meios mais sutis de bullying, como por exemplo isolar a vítima socialmente ou espalhar boatos sobre ela.

Um dos tipos de bullying mais relatados pelos pacientes do Orelhinha são os apelidos e piadas de mau gosto sobre a aparência das orelhas. 

 

Quem são as vítimas do bullying?

Geralmente, a vítima de bullying costuma ser uma pessoa com características diferentes da maioria e vulnerável a ataques. No caso dos pacientes do Orelhinha, são pessoas com orelhas grandes ou proeminentes. 

A partir disso, é estabelecida uma relação desigual de poder entre o agressor (que faz o bullying) e a vítima. 

As vítimas costumam ser uma pessoa com dificuldades de se impor e impedir as agressões, o que faz com que acabem sofrendo em silêncio. 

 

Quem são os agressores?

O agressor costuma ser uma pessoa com problemas de empatia e geralmente vem  de famílias problemáticas. Esta pessoa também gosta de diminuir outras pessoas para se sentirem superiores. E para piorar a situação, com o uso das redes sociais, o cyberbullying tornou-se um prato cheio para os agressores que se escondem através das telas de celulares e computadores. 

 

Quais consequências o bullying pode trazer para quem sofre?

As agressões sofridas constantemente podem causar depressão, autoestima baixa e sentimentos negativos. Em último caso e quando mais grave, pode chegar em suicídio.

 

Como ajudar no combate ao bullying? 

  • Traga o tema para debate em casa ou na sala de aula

Falar sobre é a melhor forma de conscientizar. Por isso, leve sempre este debate para os ambientes que você frequenta, seja em casa, na sala de aula, no trabalho. Conscientize sobre as consequências que este problema pode trazer para a vida das pessoas e sobre as possíveis intervenções que podem ser feitas ao perceber que alguém vem praticando ou sofrendo bullying. 

 

  • Ensine as crianças a respeitarem as diferenças 

O exemplo e os ensinamentos vem desde a infância. Ensine desde cedo as crianças a terem empatia, se colocar no lugar do outro e respeitar as diferenças. Assim, não haverá espaço para o bullying acontecer. 

 

  • Escute o que as crianças têm a dizer e observe os comportamentos

Tente sempre escutar e observar o que vêm acontecendo. Se perceber que a criança ou pessoa está muito isolada, converse e tente entender o que está acontecendo para orientá-la e apoiá-la. Mostre que a criança não está sozinha e pode contar com sua ajuda. 

 

  • Intervir no ato bullying caso esteja acontecendo

Caso você observe alguma cena de bullying ou agressão, intervenha! Dê apoio à vítima e caso possível, converse também com o agressor para repreendê-lo. 

 

  • Eleve a autoestima das crianças desde cedo

Vítimas de bullying geralmente possuem a autoestima baixa por conta dos frequentes ataques. Isso deve vir principalmente dos pais, pois a forma como os familiares nos tratam, nos elogiam e reconhecem quando acertamos ou quando conquistamos algo, nos aceitam e demonstram o quanto somos queridos, faz toda a diferença e contribui para a nossa autoestima ficar elevada.

veja também

Blog do Projeto Orelhinha

Otoplastia: 4 Dúvidas sobre a Cirurgia

O Projeto Orelhinha surgiu de um sonho. O sonho de levar mais alegria, aceitação e amor até as mais de 10 milhões de pessoas que

Orelhas abertas te incomodam?

Faça seu cadastro e resgate sua autoestima!

Atendimento Orelhinha

Online

Olá! 😃 Tire todas as suas dúvidas via whatsApp. Preencha os campos abaixo para iniciar uma conversa comigo